Um Punhado de Merda Mole - O Blog do Ferro
   prato de hoje: um quase-paulista Virado!

lembrete:

> não deixar de dizer tudo aquilo que quero dizer!

lembrar sempre: 'eu sou humano, eu sou humano'. <

ao som de: www.rumpilezz.com

http://www.youtube.com/watch?v=7GsaNo27Jyg



Escrito por Rafael Ferro às 01h04
[] [envie esta mensagem] []


 
   Dia 13 de maio

Dia 13 de maio em Santo Amaro
Na Praça do Mercado
Os pretos celebravam
(Talvez hoje inda o façam)
O fim da escravidão
Da escravidão
O fim da escravidão

Tanta pindoba!
Lembro do aluá
Lembro da maniçoba
Foguetes no ar

Pra saudar Isabel
Ô Isabé
Pra saudar Isabé



Escrito por Rafael Ferro às 13h16
[] [envie esta mensagem] []


 
  

Amor vem acompanhado de violência e dor.

É sempre um embate entre a autonomia e a dependência.

NAN GOLDIN
artista plástica



Escrito por Rafael Ferro às 11h12
[] [envie esta mensagem] []


 
   Nego nagô negada pretô

 

 

cada dia mais daqui

cada dia menos moreno

cada dia menos mulato

 

cada dia mais pretô nagô negô



Escrito por Rafael Ferro às 02h31
[] [envie esta mensagem] []


 
   Sonho

Estou no último andar de um prédio muito alto,

estou olhando pela janela.

Um acidente.

Lá se vai a linda criança de cabelos loiros, de olhar contagiante,

de pulos constantes de alegria, de vida inteira interrompida.

Lá se vai, eu.

Volto para dentro da sala das largas janelas da visão.

Todos estão vestidos de luto.

Me vestem também.

 

‘penso que talvez sejamos assim (pelo menos às vezes), propensos a vestir o luto oferecido’.



Escrito por Rafael Ferro às 23h43
[] [envie esta mensagem] []


 
   De leve...

 

Bebeu, chorou, riu, errou, cresceu, amou, feriu, bateu, apanhou.

Faria tudo de novo.

(Pedro Biondi)

 

*******

 

Tocou sax antes de puxar a corda no pescoço.

No espelho o bilhete:

Aqui Jazz.

(Raimundo Carrero)

 

********



Escrito por Rafael Ferro às 16h14
[] [envie esta mensagem] []


 
   Dias...

Tenho no nada

A explicação do TUDO

 

Tudo aquilo que não sei

Tudo aquilo que nunca virei, a saber,

Tudo aquilo que não toco

Tudo aquilo que não vejo

 

*******

 

Hoje eu acordei com o peso do mundo nas costas

O que fode os dias, é essa obrigação de ser feliz!



Escrito por Rafael Ferro às 16h13
[] [envie esta mensagem] []


 
   Uma frase e suas várias entonações!

PRECISO

 

SABER

 

DA

 

VIDA



Escrito por Rafael Ferro às 13h31
[] [envie esta mensagem] []


 
   Todos e não EU.

ouvi alguém dizer:
'...é a máfia dos desgraçados filhos de Deus...'
logo pensei na igreja da rua que moro - que têm programa na tv de segunda a segunda - e nos tipos de seres que vejo adentrar à mesma, às (sempre) vezes que passo correndo atrasado para o ensaio.
penso neles, talvez pelo ar de superioridade que imprimem seus rostos; 'como se tivesse mais de Deus do que as outras pessoas'.
penso na igreja, pois todas as vezes que volto do ensaio - quase madrugada; quase outro dia - suas portas permanecem FECHADAS para os filhos da noite, conhecidos também pelo vulgo: 'CRAKeiros'.

Vêm vida NELES!



Escrito por Rafael Ferro às 19h46
[] [envie esta mensagem] []


 
   Como se constrói uma vida?

 

Aprendendo a dizer ao pé: ANDE.

 

À mão: ALCANÇE.

 

À voz: FALE.

 

Aprendendo a possuir-me

 

 

[Vêm vida, vêm...Evóe 2010...Evoé meu Boi]



Escrito por Rafael Ferro às 15h47
[] [envie esta mensagem] []


 
   Tutaméia - [citações do conto Antiperipléia] de J.G.R

 

 

                    

                     A gente espera é o resto da vida.

                   Tudo, para mim, é viagem de volta.

                           A vida não fica quieta...

 

 

 

* Foto tirada em Nov/09 - No sertão mineiro - Grupo Redimunho



Escrito por Rafael Ferro às 13h30
[] [envie esta mensagem] []


 
   Em meu terreiro.

De suas dores,

 

já não tenho mais parte.

Ao passado, apenas meus ouvidos.

Hoje sou: Corpo vivo no presente!

* Foto tirada em Nov/09 - No sertão mineiro - Grupo Redimunho



Escrito por Rafael Ferro às 17h19
[] [envie esta mensagem] []


 
   D de voltar!

de volta de casa,

de volta pra casa.

a mão no peito, sinto o pulsar da vida.

sentido todas as dores do meu mundo!

e cantado: 'Vou, vou, vou, vou AMAR...Vou, vou, vou, vou SOFRER...Vou, vou, vou, vou CHORAR...Vou, vou, vou, vou DIZER'...



Escrito por Rafael Ferro às 10h13
[] [envie esta mensagem] []


 
   Um canto de vida para a semana



Escrito por Rafael Ferro às 10h09
[] [envie esta mensagem] []


 
   Vem baixar no meu terreiro, boi luzeiro...



Escrito por Rafael Ferro às 11h51
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, CENTRO, Homem, de 20 a 25 anos, Arte e cultura, Cinema e vídeo
MSN - ferro_online@hotmail.com

HISTÓRICO



OUTROS SITES
 Tiago Germano
 Guia Cultural Boca a Boca


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!